Impróprio para vegetarianos


Peço às minhas amigas vegetarianas para não lerem este post. E, caso leiam, para continuarem a gostar de mim. :) Cabidela de frango. Um prato difícil. Confesso que só comecei a gostar, quando tive que fazer e claro, provar, para ver se estava bom. E gostei. E assim anulei os meus propósitos de comer um simples arroz de frango, enquanto todos se deliciavam com um arroz de cabidela. Um outro preconceito era o de só fazer cabidela quando arranjasse um frango caseiro. Aprendi que fica muito bom com um frango do campo e com saquetas de sangue, que se vendem junto com o animalzinho.
Uma coisa que simplifica a nossa vida: pedir no talho para cortar o frango em pedaços pequenos e para retirar a maior parte da pele. E uma outra que a torna melhor: guardar as partes menos nobres do frango para fazer uma canjinha. Da próxima vez que fizer, deixo a receita.
Cabidela de frango
1 frango caseiro (ou do campo); 1 cebola picada; 2 dentes de alho esmagados; 2 copos de vinho branco; 2 tomates pelados e partidos em pedaços; 2 chávenas de arroz carolino; piripiri; molho inglês; sal; azeite e vinagre q.b.
Previamente: colocar o sangue numa tigela e juntar vinagre. A gosto. Levar ao frigorífico.
Colocar os pedaços de frango num tacho largo e ir cobrindo com os restantes ingredientes. Levar ao lume e deixar cozinhar durante meia-hora. Quando estiver na altura de servir, adicionar água até cobrir o refogado e deixar ferver. Depois, juntar o arroz e ir mexendo suavemente até estar cozido. Cinco minutos antes de servir, juntar o sangue com vinagre, envolver bem e rectificar os temperos, adicionando sal e vinagre, se for preciso. Transferir para uma terrina, temperar com pimenta preta móida na hora e levar à mesa de imediato.

1 comentário:

  1. My Love, tu sabes que te adoro, mas esta vou ter mesmo de passar... ;)

    ResponderEliminar

AddThis